K’harut lança o single Vultures to Feed

K’harut lança o single Vultures to Feed

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Por Wagner Rodrigues

K’harut é uma banda de metal que, após algumas mudanças de endereço, viveu em Pelotas-RS.

Se manteve ativa entre 2014 e 2016 e depois de um hiato de aproximadamente 4 anos, retoma suas atividades, ressurgindo das cinzas.

A sua formação conta com Artur (baixo e sintetizador, Drunkenstein, Trail of Sins), Bya (bateria, Polvö), Eduardo (guitarra e voz, Polvö) e Luca (guitarra e voz, Ablaze).

De acordo com o seu release, a K’harut se propõe a misturar elementos tradicionais do heavy metal com outros lugares imaginados pelos seus membros, trabalhando assim uma sonoridade pesada e atmosférica, com texturas e sotaques de diferentes matizes.

Da esquerda para direita: Artur (baixo/sintetizador), Eduardo (guitarra/voz), Luca (guitarra/voz) e sentada, Bya (bateria). Fonte: Facebook Oficial K'harut.

A banda gravou o single Vultures to Feed na virada de 2015 para 2016 com mixagem e masterização feitas pelo produtor Zac Belver e K’harut. Porém, como os integrantes interromperam as atividades, o áudio ficou “engavetado” e o lançamento ocorreu apenas agora, em 01 de outubro de 2020.

O making of da gravação pode ser conferido no vídeo disponibilizado através do seu canal oficial no Youtube:

A arte de capa, assinada por Eduardo, apresenta um lixão a céu aberto, num ambiente poluído, com abutres voando em círculos e outro bando reunido no centro da imagem em um cenário desolador e caótico.

Na letra é possível perceber o olhar sobre uma realidade sombria: “No display convites para um rosto triste de um mundo próximo e real que parece tão distante daquele que alimenta a sua visão”. E segue: “Maldição e desgraça que nos mantém separados, vejo abutres em espiral no céu”.

Confira a letra na íntegra:

Vultures to Feed

See the bloodwaves
Inmost grief that feeds electron veins
Draining from the bleeding
to please an old and eerie drive for flesh
to demise

Bane and misfortune
For vultures to feed

I see vultures
Spiralling in the sky

On the display
Invitations to the dreary face
of a close and real world
that looks so far from the one that feeds
of it’s sight

Bane and misfortune
That tear us apart

I see vultures
Spiralling in the sky

Abutres para alimentar

Veja as ondas de sangue
Luto íntimo que alimenta as veias de elétrons
Drenando do sangramento
para agradar a um antigo e estranho desejo de carne morta

Maldição e desgraça
Para abutres se alimentarem

Vejo abutres
Em espiral no céu

No display
Convites para um rosto triste
de um mundo próximo e real
que parece tão distante daquele que alimenta
a sua visão

Maldição e desgraça
Que nos mantém separados

Vejo abutres
Em espiral no céu

K’harut na web: